Tratamento oncológico – PSMA Lutécio

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais frequente em homens e o quarto tipo mais comum no geral. A medicina está constantemente buscando uma forma de tratá-lo de maneira mais eficaz.

Alguns tumores podem crescer de forma rápida e também se espalhar para outros órgãos do corpo, o que coloca em risco a vida do paciente. Por isso, o tratamento com Lutécio (177Lutécio-Octreotato), foi a nova esperança para controlar esse tipo de quadro e reduzir o risco de metástase.

Esse novo tratamento consiste em uma combinação de elementos que formam uma substância radioativa capaz de se conectar e ser absorvida pelas células cancerígenas. A radiação é liberada apenas dentro da célula tumoral, destruindo-a de dentro para fora. Isso tudo resulta em um tratamento promissor especialmente para o câncer de próstata resistente a hormônio, que é um tipo mais difícil de tratar.

A maioria dos casos de câncer de próstata acomete homens com mais de 65 e se caracteriza pelo aumento anormal da glândula próstata, responsável por parte da produção do líquido seminal.

Leia também: Paciente com câncer de próstata teve medicamento negado pelo plano de saúde

Tratamentos com tecnologias inovadoras geralmente são negadas pelos planos de saúde, o que pode prejudicar o consumidor, especialmente quando o tratamento se mostra eficaz para combater a doença.

Se houver negativa de cobertura, é possível questionar judicialmente.

O Vilhena Silva Advogados é especialista na área de Direito à Saúde, em defesa dos direitos dos consumidores pessoas físicas ou jurídicas.



WhatsApp chat